HISTÓRIA

Araripe é um município brasileiro do estado do Ceará. Sua população foi estimada pelo IBGE 2021 em 21.707 habitantes. Possui uma área de 1.347 km². Araripe ofertou ao cenário político nacional figuras como Miguel Arraes de Alencar.

A zona é conhecida no mundo da paleontologia pela grande quantidade de fósseis de pterossauros, presentes nas rochas sedimentares da Chapada do Araripe.

Etimologia:

O topônimo “Araripe” provém do tupi antigo e significa, segundo Eduardo Navarro, “no rio das araras”, pela composição dos termos arara, ‘y (“rio”) e pe (“em”). Sua denominação original era “Brejo Grande” ou “Brejo Seco”. A partir de 1889, passou a ser conhecido como “Araripe”.

História:

Em 1849, havia na povoação casas residenciais, apontando-se, entre elas, uma ainda existente à rua Alexandre Arraes, na qual foi celebrada a 1º missa da povoação. Documentos do arquivo da Paróquia registram que no ano de 1871, seguinte ao da criação da freguesia (5 de novembro de 1870), o padre Henrique José Cavalcante, encontrando arruinada a antiga capelinha de Brejo Seco, construiu com grande massa de católicos a igreja matriz, hoje completamente destruída. Essa passagem revela que àquela época contava a povoação de Brejo Seco com apreciável contingente humano, atraído, na sua maioria, pela presença do ardoroso missionário. A capela de Santo Antônio da povoação de Brejo Seco, sede freguesia, compreendia os distritos de paz de Brejo Seco e Poço da Pedra, desmembrados da freguesia de Assaré. A freguesia de Brejo Seco foi instituída canonicamente pela provisão de D. Luís Antônio dos Santos, datada de 1 de dezembro de 1871 e provida a 10 do dito mês pelo padre Antônio Pereira de Oliveira Alencar.

Subdivisão: O município tem distritos: Araripe (distrito-sede), Alagoínha, Pajeú, Brejinho e Riacho Grande.

Clima: Tropical quente semiárido com pluviometria média de 640 mm com chuvas concentradas de janeiro a abril.

Hidrografia e recursos hídricos: As principais fontes de água são: riacho Quinquelerê, açudes Monte Belo e da Alagoinha.

Relevo e solos: Situado ao lado oeste da Chapada do Araripe, possui dois tipos principais de solo: latossolo e sedimentar. As principais elevações são: serras: do Araripe, do Brejinho e Pajeú e o morro do Cedro. Existem ainda grutas como a do Brejinho e das Corujas. Já a bacia sedimentar se caracteriza pela presença de aquíferos, existindo várias fontes de água espalhadas por toda a área da chapada.

Vegetação: A vegetação é bastante diversificada, apresentando domínios de cerradão (tipo predominante), caatinga e cerrado.

Fauna: A fauna é rica em aves, mamíferos, répteis e insetos. Na região, foi descoberta uma ave que corre risco de extinção, trata-se do Soldadinho-do-araripe.
Economia.

Agricultura: Mandioca, algodão arbóreo e herbáceo, banana, milho e feijão. Pecuária: bovino, suíno e avícola. Indústria: 1(de produtos alimentares).

Cultura: Os principais eventos culturais são:

Festa do padroeiro Santo Antônio (13 de junho)
Festival de quadrilhas de Araripe - Fequaripe (junho)
Festa do município (1 a 3 de agosto)

Fequaripe

O Fequaripe (Festival de Quadrilhas de Araripe) é um dos eventos da Administração Municipal de Araripe, realizado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura, em parceria com a Secretaria do Desenvolvimento Social, Esporte e Juventude, e demais parcerias consolidado junto ao público.

O evento conta com um número significativo de presença popular. Durante uma noite as quadrilhas das escolas públicas municipais e estaduais apresentam suas performances, numa festa que evidencia as danças típicas, músicas, vestimentas, coreografias, criatividade, animação e encenação de casamento das quadrilhas juninas.

Após cinco anos sem edições do Festival de Quadrilhas do Araripe, em 2016 o município voltou a receber o festival junino no final do mês de junho, com três noites de apresentações de quadrilhas juninas de toda a região do Cariri e a clássica competições entre as agremiações juninas dos colégios da cidade, que envolve toda a comunidade acadêmica.

Abaixo a relação das campeãs dos anos anteriores:

2000 – EEF Raimundo Cícero da Silva – Pajeú
2001 – EEF Luiz Guedes Alcoforado – Brejinho
2002 – EEF Davi Custódio de Oliveira – Riacho Grande
2003 – EFF Davi Custódio de Oliveira – Riacho Grande
2004 – EEF Profª . Cícera Germano Correia – Sede
2005 – EEF Luiz Guedes Alcoforado – Brejinho
2006 – EEFM Dona Carlota Távora
2007 – EEF Luiz Guedes Alcoforado – Brejinho
2008 – EEF Profª . Cícera Germano Correia – Sede
2009 – EEFM Dona Carlota Távora
2010 – EEF Profª . Cícera Germano Correia – Sede
2011 a 2015 - Não houve festival
2016 - EEF Neomísia Nogueira Lima - Sede
2017 - EEFM Dona Carlota Távora - Sede
2018 - EEFM Dona Carlota Távora - Sede

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Araripe

https://www.araripe.ce.gov.br/site/wp-content/themes/ocp-prefeitura